Páginas

21 de junho de 2003

Calinadas do Futebol

Gabriel Alves: Intervalo de um jogo.
Um fedelho qualquer está agarrado às redes que separam as bancadas do relvado. Comentário do Gabriel com um sorriso nos lábios:
"Os putos vão à bola... e gostam..."

Campeonato do mundo dos EUA, jogo Suécia-Roménia, comentário a uma jogada de ataque da equipa romena:
" George Hagi, estratega da equipa....(pausa enorme).... Raducioiu(lido assim mesmo) ..........(Nova pausa)..... Já perdeu tempo de remate. Golo."
Deve-se acrescentar que desde o suposto erro do avançado romeno até ao golo passaram-se algumas milésimas de segundo.

Jogo da Supertaca 95 (Sporting- Porto) em Paris:
"Superavit tecnicista dos centro-campistas do Sporting em relação aos do Porto"

Jogo de hóquei. Um jogador recebeu a bola e passou-a a outro jogador.
"[Fulano] passou de uma função receptora para uma função emissora..."

Jogo do Sporting: "Juskowiak a vantagem de ter duas pernas!"

Gabriel Alves, numa descrição de "detalhada" de um estádio de futebol:
"É um estádio bonito, moderno, arejado..."

No fim dum jogo da selecção nacional:
"A selecção não jogou nem bem nem mal, antes pelo contrário..."

Ouve-se no estádio, algum público a gritar: "Ó Pinto da Costa, vai pró ca._.".
Diz Gabriel Alves, no mesmo instante:
"O público entusiasmado... a apoiar as duas equipas..."

Durante a Final da Taça UEFA, entre Bayern e Bordéus:
"Reparem como os jogadores do Bayern movimentam-se descrevendo figuras geométricas..__ O futebol é uma arte plástica.... "

Comentário num jogo do mundial dos E.U.A (94):
"Uma humidade relativa, muito superior a 100%..."

Durante o Euro96, no primeiro jogo Alemanha-Rep.Checa, Gabriel Alves afirma entusiasticamente:
"Existem muitos jogadores alemães a jogarem no campeonato germânico"

Brilhante comentário técnico, de Gabriel Alves, acerca do golo, invalidado no jogo Euro96, Roménia-Bulgária(?), onde a bola bateu na trave e tocou no interior da baliza, junto à linha de golo:
"De facto foi golo, com a bola a bater A MAIS DE 2 METROS para lá da linha de golo"

Durante o Euro96, o brilhantíssimo e querido comentador Gabriel Alves afirmou vezes sem conta, em todos os jogos onde participaram jogadores estrangeiros, que jogam em Itália, que estes são.... e passo a citar, "possuidores de toda a escola italiana de futebol"
Gabriel Alves:"OOOOOhhhh, toda a escola italiana a mostrar-se na técnica individual do jogador ...".

Durante o aparatado encontro entre SL.Benfica(0) e FC.Porto(5), ouve-se a certo momento, Gabriel Alves, a tecer o seguinte comentário:
"Jardel.... um jogador com um tempo de salto de 70 centímetros..."

Gabriel Alves, no decorrer de um jogo afirma: "Lá vai o rapidíssimo Lentini"

Gabriel Alves, outro brilhante e típico comentário:
"Um passe para uma zona de ninguém, onde realmente não estava ninguém!"

No estádio José Gomes, do Estrela da Amadora (Reboleira), a "mítica" dupla, Francisco Figueiredo/Gabriel Alves trava o seguinte diálogo:
GA: "...relvado em muito más condições para a prática do futebol. Não é assim Francisco Figueiredo? _ conforme podes constatar aí em baixo no relvado...
FF: "Confirmo, péssimas condições!! E eu que vim para o campo de SAPATINHOS FINOS..."

O Grande Gabriel,no Suécia-Roménia do Mundial 94,após o golo de empate dos suecos:
"Kenneth Anderson, 1 metro e 93 de golo..."

Joaquim Meirim no Euro96, e a título de improviso, quando a RTP não conseguia estabelecer a ligação audio com, Gabriel Alves:
"Desde que o jogo começa, há sempre a hipótese de acontecer um golo"

Comentador desconhecido da RTP1; Durante um jogo do Benfica:
"Lá vai Paneira no seu estilo inconfundível ... (pausa) ...mas não, é Veloso"

Durante o mundial de juniores disputado em Portugal, pode-se ouvir o comentador desportivo da RTP, José Nicolau de Melo, vivamente anunciar que o jogo COSTA DO Brasil - Marfim iria ser transmitido nessa noite (ou tarde).

Ouve-se Costinha, com a bola na mão, dizer "Pró ca_..!".
Diz o comentador :
"Muito bem, Costinha a incentivar os companheiros, e a mandá-los para a frente..."

Num jogo do Benfica, Artur Jorge aprontava-se para fazer uma substituição na equipa, sendo a hipótese mais provável, a entrada de Helder no jogo. Diz o comentador:
" Dos jogadores que estão a aquecer, Helder foi o que já tirou os calções".

Na sucessão de vários erros típicos do árbitro em campo,ouve-se o brilhante comentário:
"...e o Árbitro foi agora atingido por um objecto estranho, provavelmente atirado por um TELESPECTADOR..."

Nos prelúdios de uma partida de futebol entre o Paços de Ferreira e o FC Porto, o comentador afirma:
"Vamos concerteza assistir a um grande derbie minhoto..."

Em directo na RTP, após o jogo, que consagrava o FC Porto,como campeão nacional, e no momento em que passava uma fanfarra de Bombeiros,ouve-se o seguinte comentário:
"Aqui um rancho folclórico a juntar-se às festividades do FCP..."

Comentário final, de um jogo transmitido em directo na RTP:
"Tratou-se de um jogo, incolor, insípido e inodoro..."

João Pinto (FC Porto)
Esta frase saiu numa situação em que o JP estava lesionado ou castigado e não podia jogar. Perguntaram-lhe se a sua ausência não ia influenciar no rendimento da equipa (ou outra coisa do género):
" Comigo ou SEM-MIGO, o Porto vai ser campeão! "

João Pinto foi receber um prémio qualquer e produziu o seguinte discurso:
"O meu coração só tem uma côr: azul e branco."

Repórter: - João Pinto, prognósticos para este encontro?
JP: - Prognósticos só no fim do jogo.

Repórter: - João Pinto, felicidades para o jogo.
JP: - Obrigado, igualmente.

No fim de um jogo que o Porto ganhou:
Repórter: - João Pinto, felizes com mais esta vitoria?
JP: - Sim, estamos felizes porque estamos contentes.

Neste jogo, JP tinha marcado um golo num remate de primeira.
Entrevistado no fim do jogo, teve a seguinte afirmação:
"Não foi nada de especial, chutei com o pé que estava mais à mão!"

Num domingo , depois do jogo com o Boavista:
" [O Rui Filipe] ...era um jogador com "H" muito grande, e um homem com dois "HH" muito grandes."

Estágio da selecção, os jornalistas estavam a fazer uma reportagem sobre os tempos livres dos jogadores. Chegou a vez do nosso querido J.Pinto. Quando lhe perguntaram o que ele costumava fazer nos tempos livres do estágio, ele "inteligentemente" diz:
"Costumo fazer (isto), (aquilo), (aqueloutro), ver TV, ler...".
Vai daí, o jornalista pergunta-lhe: ...então e o que costuma ler?... Jornais?
J.P. - Sim.
Jornalista - E livros, não lê?...
J.P. - Sim... CLARO! Por acaso, ando a ler agora um, que até tenho em cima da mesinha de cabeceira...
Jornalista - Ah sim, então e qual é o titulo do livro?
J.P. - (um pouco embaraçado) Hum... Hum... Não me lembro...

Outro fantástico comentário de J.Pinto:
"O meu clube estava à beira do precipício, mas tomou a decisão correcta: Deu um passo em frente...."

Diamantino (Benfica)
Ao intervalo, o Benfica ganhava por 1-0, e Diamantino afirma:
"Estamos a jogar bem, conseguimos marcar o 1-0... Na segunda parte iremos trabalhar para marcar o segundo 0..."

Helder (Benfica)
Helder foi convocado para a selecção (parece que ia jogar mesmo no onze inicial), perguntaram-lhe se o jogo ia ser muito importante:
" Vai ser um jogo muito importante, particularmente para todos os portugueses e em geral para mim. "

Veloso (Benfica)
Isto passou-se em 95, quando os jogadores do Benfica entraram num suposto "Blackout" informativo. Veloso, como capitão, teve a honra de ler o comunicado e, pelos vistos, nem isso soube fazer:
"Os jogadores do Benfica permanecerão em "blackout" enquanto toda a verdade não for RESPOSTA."

Paulo Futre (Regiana)
Algumas semanas depois de ter abandonado o Atlético de Madrid, e na época já a jogar no campeonato italiano:
"A minha vida transformou-se completamente... Deu uma volta de 360 graus!"

Jorge Cadete (Sporting)
No jogo, Portugal-Escócia em que obtivemos uma brilhante vitoria, por 5 - 0, Cadete foi substituído praticamente no final do jogo, por consequência de uma lesão. No momento foi prontamente interpelado por um repórter da TV.
Repórter: - "Então Cadete, está magoado?"
J.Cadete: - "Não, não. Estou muito feliz."

Pinto da Costa (FC Porto)
No Portugal - Suíça, jogado no estádio das Antas, a contar para a fase de apuramento para o Mundial dos EUA, o omnipresente João Pinto (FCP) enviou a bola à trave da própria baliza ao tentar fazer um corte. Comentário do presidente portista:
"Chutou à barra?.. Ah, foi para não ceder canto..."

Anónimo (Vitória de Setúbal)
Um jogador não identificado do Vitória de Setúbal, aquando da suspensão de vários jogadores por causa dos maus resultados, em entrevista à rádio:
"Não somos só nós que estamos a jogar mal... Querem é fazer de nós bodes RESPIRATÓRIOS. "

Sem comentários: