Páginas

6 de dezembro de 2003

A Viuva


Já se passaram quatro anos desde que ela perdeu o marido, e ainda está muito deprimida. Ela está de luto e chora como se ele tivesse morrido ontem.

A filha liga sempre para ela e aconselha conhecer pessoas, renovar as idéias, etc.

Um dia ela resolve sair. Mas ela não conhece ninguém. A filha aproveita e oferece:

- Mãe, eu conheço um sujeito muito legal. Você precisa conhecê-lo. Ele é perfeito.

A filha faz as apresentações. Eles saem uma vez, duas.

Pois não é que os dois se dão muito bem?

Depois de seis semanas saindo quase todas as noites, eles resolvem tirar fim-de-semana e ir para a praia.

No hotel, ela tira a roupa e fica nua, com exceção de uma minúscula calcinha de renda preta.

Ela diz ao namorado:

- Você pode fazer o que quiser comigo, mas aqui em baixo (apontando para a calcinha) ainda estou de luto.

Para o pretendente esta frase cai como um balde de água fria.

Na noite seguinte, mesma história. Ela despe-se, e fica apenas com a calcinha de renda preta, de frente para o namorado que está em trajes de Adão... com uma ereção daquelas, coberta por uma camisinha preta!

Ela o olha espantada e pergunta:

- Mas o que é isso? Uma camisinha preta?

E ele:

- Pois é, eu vim dar meus pêsames!!

Sem comentários: