Páginas

23 de junho de 2004

Noite de nupcias

Um Chinês e uma Portuguesa casam.

Ela... uma rapariga tímida, muito envergonhada.
Ele... apaixonado por ela e desejante de lhe agradar... na noite de nupcias, dizem:

Ele (com muita paciência):"Quelida, não estejas assim. Hoje é o plincipio das nossas vidas em comum. A plimeila noite que passamos juntos. Vai sel uma noite pala lecoldalmos pala toda a vida.

Ela encolhida a um canto do quarto.

Ele: Vá... meu amol, como hoje e a plimeila noite que passamos juntos vais sel tu a escolhel o que queles fazel... va, escolhe la e fazemos tudo o que quiseles.

Ela (hesitante): "Apetecia-me um 69..."

Ele (espantado): um 69?!? um 69?!? mas pala que laio queles tu 'galinha com amendoas' a uma hola destas?!?

2 comentários:

Anónimo disse...

apenas uma pequena nota: não existe a palavra desejante no dicionário português...mas sim desejoso(a). a partir de agora queiram ter + atenção a estes pormenores....porque o calão que se usa na lingua corrente quase nunca está correcto.

Domingos Moreira disse...

Outra nota: Neste site há muitas palavras em português do Brasil, daí certas "incoerências" linguísticas que incomodam alguns puritanos da língua...
Mais: se uma palavra é usada no português corrente (mesmo que seja calão) é bom sinal... É sinal de é uma língua de pessoas vivas - e é uma língua viva! - e não de pessoas mortas, cujo único uso da língua é o Epitáfio sobre a campa...!