Páginas

8 de julho de 2004

Comunicado APAV


A Associação de Apoio à Vítima está preocupada com o alarmante crescimento do número de violações em Portugal durante o Euro 2004.
Nelly Furtado é a principal suspeita de uma verdadeira epidemia que se espalhou pelo país.
De acordo com um estudo sociológico recente, o hino do Euro 2004 foi considerado um incitamento à violação.
A jovem canadiana luso-descendente passa o tempo todo a gritar:
COME-M'À-FORÇA
COME-M'À-FORÇA
COME-M'À-FORÇA

Sugere-se pois o boicote à música e desaconselham-se as jovens do país a cantarem a mesma, por muito eufóricas que estejam.

1 comentário:

Domingos Moreira disse...

Nota: Esta anedota não passa disso mesmo: Uma anedota. Não existe qualquer intenção depreciativa ou espírito de menosprezar a APAV, Associação com actividade relevante no nosso país.