Páginas

3 de julho de 2004

Um longo casamento


Quase meio século de convivência marital ele morre e, não demora muito, ela morre também, vai para o céu e lá reencontra o seu amor da vida inteira.

Corre até ele, de braços abertos:

- Querido!!!

E ele:

- Ei! Alto e pára o baile! O nosso trato foi: ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE!!!!!!


Sem comentários: