Páginas

30 de outubro de 2004

Policias


"No outro dia, quando me ia deitar, notei que haviam pessoas dentro do meu barracão, a roubar coisas. Liguei para a polícia, mas disseram-me que não havia ninguém por perto para ajudar, mas que iriam mandar alguém assim que fosse possível.

Eu desliguei.

Um minuto depois liguei de novo: "Olá, disse eu, Eu liguei há bocado porque estavam pessoas no meu barracão. Já não é preciso virem depressa, porque eu matei-os."

Passados alguns minutos, estavam meia dúzia de carros da polícia na área, uma ambulância e uma unidade do INEM.

Eles apanharam os ladrões em flagrante.

Um dos polícias disse:

"Pensei que tivesse dito que os tinha morto."

Ao que eu respondi:

"Pensei que me tivesse dito que não havia ninguém disponível."


Sem comentários: