Páginas

30 de agosto de 2005

Carta de Filho Apaixonado

O pai entra no quarto do filho e vê um bilhete em cima da cama. Ele vai até lá, já temendo o pior, e começa ler o seguinte:

"Querido Pai , É com grande pesar que o informo que eu estou fugindo com meu novo namorado, Dadinho. Estou apaixonado por ele. Ele é muito lindo, com todos aqueles piercings", tatuagens e aquela super moto BMW que tem. Mas não é só por isso descobri que não gosto de jeito nenhum de mulheres e como sei que o senhor não vai consentir com isso, vamos fugir e ser muito felizes. É que ele quer adoptar filhos comigo, e isso foi tudo que eu sempre quis para mim. Aprendi com ele que "erva" é óptima, é uma coisa natural que não faz mal a ninguém, e ele garante que no nosso pequeno lar não vai faltar marijuana.

Dadinho acha que eu, nossos filhos adoptivos e os seus colegas "gays" vamos viver em perfeita harmonia. Não se preocupe pai, eu sei cuidar de mim, apesar dos meus 15 anos já tive várias experiências com outros rapazes e tenho certeza que ele é o homem da minha vida. Um dia eu volto, para que o senhor e a mãe conheçam os nossos filhos. Um grande abraço e até um dia.

Do seu filho com amor."

O pai quase desmaiando continua a ler:

PS: Pai, não se assuste. É tudo mentira e estou na casa da Mariana, nossa vizinha (que é boa como o milho).

Só lhe queria mostrar que existem coisas muito piores na vida que as notas negativas do meu exame que está na primeira gaveta.

Abraços, Seu filhão, burrinho, mas HOMEM de verdade.

1 comentário:

fernanda disse...

Olá. Não vou comentar as anedotas, mas sim todo o site.Parabèns está muito bem elaborado com muita informação útil.
Bem haja Sr. Moreira