Páginas

13 de outubro de 2007

Homenagem ao Padre

Um Padre estava a ser homenageado num jantar, devido aos seus 25 anos de trabalho ininterrupto, à frente duma paróquia.

Um político da região e paroquiano foi escolhido para lhe entregar um presente em nome de todos e para proferir umas palavras. Mas atrasou-se...

Então, o próprio homenageado decidiu proferir umas palavras:

- A primeira impressão que tive da paróquia foi, como a primeira confissão que ouvi. Pensei que o Bispo me tinha enviado para um lugar horrível, pois a primeira pessoa que se confessou disse-me que tinha roubado uma televisão, que tinha tirado dinheiro aos pais, que também tinha roubado a empresa onde trabalhava, para além de ter aventuras amorosas com as mulheres dos chefes. Noutras alturas também se dedicava ao tráfico e venda de droga e, para concluir, ainda me confessou que tinha transmitido uma doença à própria irmã. Fiquei assustadíssimo... Mas com o passar do tempo, entretanto, fui conhecendo mais gente que em nada se parecia com aquele homem.... Inclusivamente, vivi a realidade de uma paróquia cheia de gente responsável, com valores, comprometida com a sua fé e, assim, tenho vivido os 25 anos mais maravilhosos do meu sacerdócio.·

Neste momento, chegou o político e foi-lhe dada a palavra para entregar o presente dos paroquianos, prestando assim homenagem ao Padre. Depois de pedir desculpa pelo atraso, começou a falar, dizendo:

- Nunca vou esquecer o dia em que o Padre chegou à nossa paróquia, pois tive a honra de ter sido eu o primeiro a quem ele confessou...

Moral da história: Nunca chegue atrasado!!!...

Sem comentários: