Páginas

15 de outubro de 2007

Ser Educado no Trabalho

SER EDUCADO NO TRABALHO PARA EVITAR O STRESS

(À maneira da malta cá do Norte...)

Em vez de dizer: NEM QUE TE FODAS!
Usar: Não tenho a certeza se vai ser possível.


Em vez de dizer: CAGANDO E ANDANDO!
Usar: Não vejo razão para preocupações.


Em vez de dizer: MAS QUE CARALHO É QUE EU TENHO A VER COM ESTA MERDA?
Usar : Inicialmente eu não estava envolvido neste projecto.


Em vez de dizer: CARALHO!

Usar: Interessante.

Em vez de dizer: FODA-SE. NÃO VAI LÁ, NEM À LEI DO CARALHO!
Usar : Há razões de ordem técnica que impossibilitam a concretização da tarefa.


Em vez de dizer: PUTA DE MERDA, NÃO HÁ NENHUMA VACA QUE ME FALE ASSIM!

Usar : Precisamos melhorar a comunicação interna.

Em vez de dizer: NA PEIDA É UM DESCANSO!
Usar: Talvez eu possa trabalhar até mais tarde.

Em vez de dizer: O GAJO É UMA MERDA!
Usar: Ele não está familiarizado com o problema.


Em vez de dizer: VAI PR'A PUTA QUE TE PARIU!

Usar: Desculpe

Em vez de dizer: VAI PR'A PUTA QUE TE PARIU, CABRÃO DO CARALHO!
Usar : Desculpe, senhor.

Em vez de dizer: BANDO DE FILHOS DA PUTA!

Usar: O responsável do projecto não ficou satisfeito com o resultado do trabalho.

Em vez de dizer: FODA-SE! DESENRASCA-TE!

Usar: Infelizmente, não posso ajudar.

Em vez de dizer: TRABALHO DE MERDA!

Usar: Interessante, adoro desafios.

Em vez de dizer: METE ESSA MERDA NO CÚ!

Usar: Está muito bem, mas por favor refaça esta parte do trabalho.

Em vez de dizer: AH, SE EU APANHO O FILHA DA PUTA QUE FEZ ESTA MERDA!

Usar : Precisamos de reforçar o nosso programa de formação

Em vez de dizer: ESTA MERDA ESTÁ INDO PR'O CARALHO!

Usar: OS índices de produtividade da empresa estão a apresentar uma queda sensível.

Em vez de dizer: ESTÁ TUDO FODIDO!

Usar: Este projecto não vai gerar o retorno previsto.

Em vez de dizer: EU SABIA QUE ÍA DAR MERDA!

Usar: Desculpe, eu poderia ter alertado, se tivesse sido consultado.

Em vez de dizer: FODA-SE! VAI SAIR CAGADA OUTRA VEZ!

Usar: Apesar do esforço, teremos outra não conformidade.

Sem comentários: