Páginas

17 de fevereiro de 2008

Que maldade...

No Metro, um anão escorregou pelo banco e um outro passageiro, solidário, recolocou-o em posição.
Pouco depois, o anão voltou a escorregar e o mesmo passageiro voltou a colocá-lo no assento.
Como a situação repetiu-se sequencialmente, o referido passageiro irritou-se e protestou:
"Bolas ! Não me importo de ajudar, mas será que você não consegue sentar-se em condições?"
O anão respondeu:

"Meu amigo, há mais de cinco estações que estou a tentar sair ... mas o senhor não deixa !"

Sem comentários: