Páginas

17 de junho de 2009

Tácticas Africanas





2 comentários:

rui disse...

ESTA ANEDOTA É MUITO CONCEITUOSA E RACISTA. SOU MOÇAMBICANO E VIVO HÁ MUITO TEMPO ENTRE PORTUGAL E MOÇAMBIQUE, ESTOU FARTO DE VER PORTUGUESES BRANCOS QUE FALAM MUITO MAL A SUA PRÓPRIA LINGUA MATERNA (PORTUGUÊS).HÁ TANTOS MAL FALADORES LÁ E CÁ,EMBORA LÁ NÃO SEJA CASO GRAVE POIS SÓ HÁ 35 ANOS É QUE NOS FOI PERMITIDO O ACESSO LIVRE A ESCOLA; MA AQUI NÃO, FALA-SE MUITO MAL A LÍNGUA DE CAMÕES DESDE AS ELITES ATÉ AO MAIS HUMILDE, MAS EM VEZ DE PROCURAREM MELHORAR, DEDICAM-SE A APONTAR O DEDO E GOZAR COM A CARA DOS QUE POUCAS OU NENHUMAS OPORTUNIDADES TIVERAM DE APRENDER A LINGUA DE CAMÕES.
PAZ.

Domingos Moreira disse...

Não queria que isto parecesse ou fosse confundido com preconceito ou muito racista.
Trata-se de uma constatação de facto do uso da língua portuguesa.
Efectivamente, a língua de Camões leva muitos pontapés todos os dias, a toda a hora e em todos os lugares...