Páginas

28 de abril de 2010

Amor de Pai


Um dia a minha mamã saiu e o meu papá ficou a tomar conta de mim.

Eu tinha então perto de 2 anos e meio e estava a convalescer de um pequeno acidente.

Nessa altura alguém deu-me um serviço de chá miniatura que se tornou um dos meus brinquedos preferidos.

Certo dia o papá estava na sala assistindo atentamente ao Telejornal, enquanto eu, brincando com o meu novo serviço, ia-lhe servindo chávenas de "chá" que, naturalmente, era só água... Depois dele ter bebido - e elogiado constantemente o meu "chá", a mamã chegou a casa.

O papá empatou a mamã na sala para que ela pudesse ver-me a trazer-lhe mais uma chávena de "chá" pois ele estava absolutamente "derretido" comigo.

A mamã esperou e viu-me chegar orgulhosa com mais uma chávena de "chá" e assistiu espantada ao ar deliciado com que o papá o bebeu até ao fim...

Mal o meu papá acabou de beber, a mamã (como só uma mãe saberia fazer) disse-lhe:

- "Ouve lá: alguma vez te passou pela cabeça que o único lugar com água a que ela chega cá em casa é a sanita????"

 


Sem comentários: