Páginas

22 de dezembro de 2010

Conto de Natal

Conto (quase) de Natal!...Tem muita piada!...

             

AVISO: Este conto destina-se unicamente a pessoas com sentido de humor (que toda a gente sabe ser um sinal de inteligência).


Era uma vez um homem perfeito que conheceu uma mulher perfeita. Namoraram e um dia casaram-se. Formavam um casal perfeito.
Numa noite de Natal, ia o casal perfeito, por uma estrada deserta, quando viram alguém na berma pedindo ajuda Como eram pessoas perfeitas, pararam para ajudar.
Essa pessoa era nada mais nada menos do que o Pai Natal, cujo trenó havia avariado. Não querendo deixar milhões de crianças decepcionadas, o casal perfeito ofereceu-se para o ajudar a distribuir os presentes.
O bom velhinho entrou no carro e lá foram eles.
Infelizmente o carro envolveu-se num acidente e somente um dos três ocupantes sobreviveu.
Pergunta:
Quem foi o sobrevivente do trágico acidente?
A mulher perfeita, o homem perfeito ou o Pai Natal?
* (leia mais abaixo*)





 







Resposta:
A mulher perfeita sobreviveu. Na verdade, ela era a única personagem real dessa história. Todos sabemos que o Pai Natal e o homem perfeito não existem.
*Se é mulher, pode fechar a mensagem, a piada acaba aqui.*

*Os homens podem continuar a ler mais abaixo*




 

 






*Agora, se o Pai Natal não existe, nem o homem perfeito, fica claro que quem conduzia era a mulher - o que explica o acidente.*
*E se é mulher e leu até aqui, fica provada mais uma teoria: as Mulheres são curiosas, metem o bedelho onde não são chamadas e são incapazes de seguir instruções.

 


Sem comentários: