Páginas

29 de dezembro de 2011

Tolerância




PARA DESCONTRAIR... Tolerância zero!
-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-..
"Seu" Luiz descansava na rede. Mandou o sobrinho trazer-lhe um pouco de leite.
O garoto pergunta: - No copo?
Ele responde: - Não. Bota no chão e vem empurrando com o rodo, fio de rapariga!!!
****************************************************************************
O funcionário do banco veio avisar:
- "Seu" Luiz, a promissória venceu.
- Meu filho, por mim podia ter perdido ou empatado. Não torço por nenhuma promissória.
**************************************************************************
"Seu Luiz", no elevador (no subsolo-garagem).
Alguém pergunta: - Sobe?
Ele: - Não, esse elevador anda de lado.
******************************************************************
"Seu" Luiz vai saindo da farmácia, quando alguém pergunta:
- Tá doente?
- Ele: Por quê? Quer dizer que se eu fosse saindo do cemitério, eu tava morto?
****************************************************************
"Seu" Luiz dava uma tremenda surra no filho e o menino gritava:
- Tá bom, pai! Tá bom, pai! Tá bom, pai!
- Tá bom, é? Quando tiver ruim, você me avisa, que eu paro.
***************************************************************
O amigo de "seu" Luiz o cumprimenta:
- Olá, tá sumido! Por onde tem andado?
- Pelo chão, não aprendi a voar ainda...
******************************************************************
Na década de 70, "seu" Luiz chega num bar e fala pro atendente:
- Traz uma cerveja e bota o disco de Luiz Gonzaga pra eu ouvir!
- Desculpe, "seu" Luiz, não posso botar música hoje...
- Mas por quê?
- Meu tio morreu!
- Ah, sei, e ele levou os discos, foi?
**************************************************************
Durante a madrugada, a mulher do "seu" Luiz passa mal:
- Luiz! Tá me dando uma coisa...
- Receba!
- Mas é uma coisa ruim!
- Então devolva!
**************************************************************
"Seu" Luiz entrando em uma loja especializada.
-Tem veneno pra rato?
-Tem! Vai levar? - pergunta o balconista.
-Não, vou trazer os ratos pra comer aqui! - responde seu Luiz.
*******************************************************
O telefone toca. "Seu" Luiz:
- Alô!
- Bom dia! Quem está falando?
- Você!

Sem comentários: