Páginas

30 de novembro de 2005

Missao Impossivel 1

Missao Impossivel 2

Missao Impossivel 3

29 de novembro de 2005

Os portugueses e o estacionamento pago...

O Corajoso no circo...

O apresentador do circo anuncia:

- Agora a mulher mais corajosa do mundo vai deitar-se numa jaula com o tigre e vai deixá-lo lambê-la inteirinha. O tigre lambe, e a plateia vibra.

- Há alguém com coragem de fazer o mesmo?? - pergunta o apresentador.

Um rapaz lá do fundo grita:

- Eu tenho! Mas tens é de tirar o tigre daí!!!

26 de novembro de 2005

Afinal a celulite nao e um defeito!

Afinal a celulite não é um defeito:


Aqueles furinhos todos querem dizer ...



"Sou boa" ... em braile!

20 de novembro de 2005

Exame Final de Matematica na Escola Sec. Cova da Moura

Este exame mostra como os docentes se devm adaptar para cativar a atenção dos seus alunos....



Nota: Este site não tem qualquer sentimento racista... Mas também não tem "papas na língua"...

17 de novembro de 2005

Ginecologista

Um Ginecologista fartou-se da sua profissão (porque trabalha onde os outros se divertem) e decidiu tirar um curso de mecânica.

Certo dia teve uma nota de exame: 200%.

Ora como ele sabia que isso não era possivel resolveu falar com o professor.

- Senhor professor, pode explicar-me como é que isto é possivel?

- Bem, você tirou o motor, impecavelmente, desmontou-o e lubrificou-o de forma notável, por isso dei-lhe 50%. Depois voltou a montar e a instalar o motor de uma forma irrepreensivel e em tempo record, por isso dei-lhe mais 50%.

- Mas então e os outros 100%?

- Bem os outros 100% é por ter conseguido fazer isso a partir do tubo de escape !!!

E burro... mas nao e cego... (outra versao...)

Funcionarios Publicos...

ERA UMA VEZ...



... Quatro funcionários públicos chamados Toda-a-Gente, Alguém, Qualquer-Um e Ninguém. Havia um trabalho importante para fazer e Toda-a-Gente tinha a certeza que Alguém o faria. Qualquer-Um podia fazê-lo, mas Ninguém o fez.


Alguém zangou-se porque era um trabalho para Toda-a-Gente. Toda-a-Gente pensou que Qualquer-Um podia tê-lo feito, mas Ninguém constatou que Toda-a-Gente não o faria.

No fim, Toda-a-Gente culpou Alguém, quando Ninguém fez o que Qualquer-Um poderia ter feito.

Foi assim que apareceu o Deixa-Andar, um quinto funcionário para evitar
todos estes problemas...

14 de novembro de 2005

Trabalhar ate tarde...

O marido chega em casa as 18:00hs e diz à mulher que teria uma reunião às 22:00hs, mas que ele não iria pois considerava isto um abuso.

Mas a mulher, preocupada com o marido, convence-o que o trabalho é importante. O marido então vai tomar um banho para se preparar e pensa:

"Foi fácil enganá-la!"

Como toda mulher, quando o homem entra no banho ela revista o bolso de seu paletó e encontra um bilhete onde estava escrito:

"Amor,estou esperando por você para comermos um pato ao molho branco. Beijão, Sheila".

Quando o marido sai do banho encontra sua mulher com uma roupa sensual e toda fogosa. O marido não perde tempo e parte para o rala e rola. A mulher lhe dá um trato tão bom que o marido adormece. Quando vai chegando a hora, a mulher acorda o marido, que não quer mais ir a reunião, mas novamente ela o convence.

Ao chegar na casa da amante, o marido cansado diz a ela que hoje trabalhou muito e que só iria tomar um banho e descansar um pouco.

Como toda mulher, ao entrar no banho revista o bolso de seu paletó, e encontra um bilhete onde estava escrito:

"Querida Sheila, o pato foi, mas o molho branco ficou todo aqui. Beijão, a Esposa."

Terrorismo inteligente!!!

Telefonema para Bush

George W. Bush: - Alô.
Terrorista: - Alô, Sr. Bush?
Bush: - Sim, sou eu...
Terrorista: - Aqui fala a pessoa que comandou todos os ataques
terroristas ao seu país. Gostaria de assumir a autoria de uma vez por todas.
Bush: - Ah é? Quem é você, qual é a sua nacionalidade?
Terrorista: - Queria comunicar ao Sr. que nós aqui em Portugal fizemos tudo: planeámos, comandámos e executámos, somos os únicos responsáveis por
esse atentado ao seu país.
Bush: - Você tem noção do que está a dizer?
Terrorista: - Tenho sim, repito, nós em Portugal comandámos tudo...
Bush: - Você sabe que vamos bombardear a capital do seu país?
Terrorista: - Claro que sei e o Sr. sabe por acaso qual é a nossa
capital?
Bush: - Claro que sei, todo o americano sabe que a capital de Portugal é Madrid!
Terrorista: - Óptimo, óptimo essa mesmo!!! Manda bomba!!!

O Informatico naufrago

Um Informático programador algo introvertido conseguiu finalmente realizar o sonho da sua vida: um Cruzeiro. Estava a desfrutar da viagem quando um furacão virou o navio como se fosse uma caixa de fósforos. O rapaz conseguiu agarrar-se a um salvavidas e chegar a uma ilha aparentemente deserta e muito escondida. Deparou com uma cena belíssima: cascatas, bananeiras, coqueiros... mas mais quase nada além disso. Sentiu-se desesperado e completamente abandonado.

Vários meses se passaram e um belo dia apareceu, remando, uma rapariga deslumbrante, mistura de Sharon Stone com Cindy Crawford. A moça acercou-se e começou a conversa:

- Eu sou do outro lado da ilha. Não me digas que também estavas no cruzeiro?

- Estava! Mas onde diabo conseguiste esse bote?

- Simples! Com uns ramos de árvores, e alguma borracha, reforcei os ramos, fiz a quilha e os remos com madeira de eucalipto.

- Bem! fantástico! Mas... com que ferramentas?

- Bom, achei uma camada de material rochoso, evidentemente formada por aluviões siliciosos. Sabia que aquecendo este material a uma certa temperatura, ele assumia uma forma muito maleável, e ao arrefecer adquiria uma considerável dureza e resistência. Mas chega disso! Onde tens vivido este tempo todo? Não vejo nada que se pareça com um tecto...

- Para te ser franco, tenho dormido na praia (reconheceu envergonhado).

- Queres vir a minha casa?

O informático aceitou, meio atrapalhado. Ela remou com extrema destreza, e quando chegou ao "seu" lado, amarrou a canoa com uma corda que mais parecia uma obra prima de artesanato. Desembarcaram por uma passarela de pedras construída pela rapariga e depararam, atrás de um coqueiro, com um lindo "chalet" pintado de azul e branco.

- Não há muito, disse ela, mas eu chamo isto o "lar doce lar".

Já dentro, ela convidou:

- Senta-te, por favor! Aceitas uma bebida?

- Não, obrigado! Já não aguento mais água de coco!

- Mas não é água de coco! Eu tenho um alambique meio rudimentar lá fora, de forma que podemos tomar piñas-coladas autênticas!

Tentando disfarçar o embaraço, o informático aceitou. Sentaram-se no sofá dela para conversar.Depois de trocarem as suas histárias, a beldade perguntou:

- Sempre usaste barba?

- Não. Na verdade sempre andei muito bem barbeado.

- Bom... se quiseres barbear-te, tens uma navalha lá em cima, no armário da casa de banho.

Ele achou que estava a ser gozado, mas ainda assim foi lá cima, e realmente fez a barba com um complicado aparelho feito de osso e conchas, tão afiado como uma verdadeira navalha. A seguir, tomou um bom banho, sem nem sequer arriscar perguntar, como era possível existir água quente.

Desceu, maravilhado com o acabamento impecável do corrimão.

- Pareces 10 anos mais novo! Vou lá cima também vestir algo mais confortável.

O nosso herói continuou bebericando a piña colada. Minutos depois a rapariga voltou exibindo, com um delicioso perfume de gardénias, e vestindo um estonteante e revelador vestido, muito bem trabalhado em folhas de palmeira.

- Bom - disse ela - ambos temos passado um longo tempo sem qualquer companhia... tu não te tens sentido solitário? Há alguma coisa de que sintas muita saudade? Algo que todos os homens e mulheres precisam?

- Mas é claro! - disse ele esquecendo um pouco sua timidez. Ao fim de todos estes meses as necessidades acumulam-se. Mas... aqui nesta ilha... sózinho, sabes como é... era simplesmente impossível.

- Bom - disse ela - acho que te entendo perfeitamente...também já não aguentava mais!

O rapaz, tomado de uma excitação incontrolável, disse, quase sem alento:

- Não acredito! Não é possível ....Não me digas que... arranjaste um meio de ler os teus E-MAILs aqui, na ilha?

Alentejanos zangados um com o outro...

Dois alentejanos, zangados há muito tempo, passam um pelo outro num caminho. Um deles leva um bovino à frente. Diz o outro:

- Atão vai passear o boi?

O outro, muito admirado:

- Mas que jêto, compadri? A gente nã se falava há tanto tempo! Mas isto nã é um boi. É uma vaquinha. O compadre enganou-se.

Responde o primeiro:

- Ê cá nã falê consigo. Foi com a vaca.

8 de novembro de 2005

Novo Dicionario Ingles-Portugues

Para aprender e relembrar o inglês correcto, não vá ter-se já esquecido como se dizem as coisas...

Aprendam que eu não duro sempre (Learn , that I don´t hard always)!!!

Adendas para o novo Dicionário da Academia:


I DO NOT SEE THE POINT OF A HORN

Não vejo a ponta dum corno


LOWER THE STONE

Arrear o calhau


CHANGE THE WATER TO THE OLIVES

Mudar a água ás azeitonas


THAT STAYS IN JUDAS' ASS

Isso fica no cú do Judas


HORSE FEET OF CORK

Cascos de rolha


IF YOU DON'T DOORS WELL, YOU ARE HERE YOU ARE EATING

Se não te portas bem, tás aqui tás a comer


PUT YOURSELF IN THE EYE OF THE STREET

Põe-te no olho da rua


I'LL MAKE YOU INTO AN EIGHT

Faço-te num oito


PUT YOUR SELF AT STICK

Põe-te a pau


UNSTOP ME THE STORE

Desampara-me a loja


GIVE WIND TO THE SHOES AND SPLIT YOURSELF

Dá corda aos sapatos e pira-te


PUT YOURSELF AT MILES

Põe-te a milhas


EASE THE GUTS

Aliviar a tripa


PUT YOURSELF IN THE "LITTLE FEMALE GARLICK"

Põe-te na alheta


WALKING AT THE SPIDERS

Andar às aranhas


WATCH PASSING SHIPS

Ver passar navios


GIVE IN THE VIEWS

Dar nas vistas


SON OF THE MOTHER

Filho-da-mãe


DAY OF THEY ARE NEVER IN THE AFTERNOON

Dia de São Nunca à Tarde


YOU'LL CATCH IN THE NOSE

Vais apanhar no nariz


YO, SHOVEL

Oh, pá


BAD, BAD MARY

Mau, mau Maria


AS GOOD AS CORN

Boa como o milho


GO COMB MONKEYS

Vai pentear macacos


YOU ARE NOT A MAN, YOU ARE NOTHING

Não és homem, não és nada


I'D JUMP INTO HER SPINE

Saltava-lhe para a espinha


EVEN THE TOMATOES FELL INTO THE GROUND

Até os tomates caíram ao chão


YOU ARE ARMING AT FACESTICK OF RACE

Estás armado em carapau de corrida


KABOND MUSIC (IF THEY WANT A HUG OR A KISS, WE KABOND, WE KABOND)

Música pimba (se elas querem um abraço ou um beijinho, nós pimba, nós pimba)


FACE OF ASS

Cara de cú


TAKE MONKEYS OF THE NOSE

Tirar macacos do nariz


GO GIVE BATH TO THE DOG

Vai dar banho ao cão


I AM DONE TO THE STEAK

Estou feito ao bife


I AM SAND-PAPERED

Estou lixado


SMART AS A GARLICK

Esperto como um alho


THROW A MOUTH

Mandar uma boca


GROW WATER IN THE MOUTH

Crescer água na boca


DEDICATE YOURSELF TO FISHING

Dedica-te à pesca


TO BE IN THE JAM

Estar na marmelada


PUT YOURSELF WALKING

Põe-te a andar


EYES OF LAMB BAD DEAD

Olhos de carneiro mal morto


A GIRL ALL PEALED

Uma miúda toda descascada


EAT A MULE

Comer uma mula


LOOKS LIKE AN OX LOOKING AT A PALACE

Parece um boi a olhar para um palácio


SWITCH-PAINTS

Troca-tintas


TO BE IN THE PAINTS

Estar-se nas tintas


SPREAD-ASHES

Espalha-brasas


PASS BY THE ASHES

Passar pelas brasas


TAKE WATER IN THE BEAK

Levar água no bico


WHICH WHAT WHICH CAP

Qual quê qual carapuça


THINGS OF THE ARCH OF THE OLD WOMAN

Coisas do arco da velha


IT NEEDS TO HAVE CAN

É preciso ter lata


THERE IS WHO HAS CAN FOR ALL

Há quem tenha lata para tudo


TO THE EYE

Até à vista