Páginas

29 de fevereiro de 2008

Pedido de desculpas

26 de fevereiro de 2008

O Cão do Funcionário Público

Inteligência dos cães....

Cinco homens discutiam sobre a inteligência dos seus cães.


O primeiro era engenheiro, segundo contabilista, o terceiro químico, o quarto informático e o quinto funcionário público.


Para fundamentar a sua posição, o engenheiro chama o seu cão:


- Esquadro! Faz a tua rotina...


O Esquadro foi até ao escritório, agarrou num pouco de papel e numa lapiseira e rapidamente desenhou um circulo, um quadrado e um triângulo. Todos admitiram que o cão era incrível...

Mas o contabilista disse que o seu cão podia fazer melhor... Chamou o seu cão e disse-lhe:

- Formulário! Faz a tua rotina...

Formulário, foi até à cozinha e voltou com uma dúzia de bolachinhas.


Dividiu-as em 4 pilhas de 3 bolachas cada uma. Todos admitiram que era genial!

O químico disse que podia fazer melhor.

- Medida! Faz a tua rotina...

Medida levantou-se, foi até ao frigorífico, tirou 1/4 L de leite, pegou num copo médio e o encheu completamente sem entornar uma só gota! Todos acharam isto muito interessante...

Mas o informático sabia que os podia ganhar a todos.... Virou-se e disse:

- Disco Rígido! Faz a tua rotina...

Disco Rígido atravessou o quarto e ligou o computador, correu um anti-vírus e após ter verificado que o sistema estava limpo, optimizou o sistema operativo, mandou um e-mail e instalou um jogo excelente.


Todos sabiam que isto era bastante difícil de superar.

Então, os quatros homens olharam para o funcionário público e perguntaram-lhe:

- E o teu cão? Que sabe ele fazer?

O funcionário público chamou o seu cão e disse-lhe:

- Descanso.. faz a tua rotina...

O Descanso deu um salto, comeu as bolachas, bebeu o leite, viu pornografia na net, apagou todos os ficheiros do computador, abusou sexualmente dos outros quatro cães, alegou que ao fazer isto tinha criado uma lesão na coluna, interpôs uma denuncia por condições de trabalho precárias, reclamou por salários mais elevados e meteu baixa por 6 meses...

22 de fevereiro de 2008

Perguntinha inocente...

Que nome se dá a um grupo de cinco homens à espera das suas mulheres, enquanto estas fazem compras ?









Pensa um pouco...















Vá lá... não desistas já!!!

















Último esforço...






"5 à Sec ! ! !"

Doa-se Cachorro

Doa-se Cachorro com Pata fodida!

Espero que se comovam e aceitem... conto com o enorme coração de vocês...


Pensamentos...

Um homem é como um soalho flutuante: Se for bem montado pode ser pisado durante mais de 30 anos.


Os problemas do nosso país são essencialmente agrícolas: excesso de nabos; falta de tomates e muito grelo abandonado.


A mulher está sempre ao lado do homem, para o que der e vier; já o homem, está sempre ao lado da mulher que vier e der.


Os 'cornos' não existem! Isso são merdas que te colocaram na cabeça. Okey?


A diferença entre Portugal e a República Checa é que esta tem o governo em Praga e Portugal tem a praga no governo.


Não procures o príncipe encantado. Procura, antes, o lobo mau: ouve-te melhor; vê-te melhor e ainda te come.

Lei de Salazar

Vagina

Uma dona de casa ouve, de repente, bater à porta.
Quando a abre, depara-se-lhe um desconhecido que lhe pergunta se tem vagina.
Incrédula com a pergunta, bate-lhe com a porta na cara.
Por três vezes a situação se repete, decidindo por isso contar ao marido o sucedido.
Este instruiu-a:
- Amanhã, não vou trabalhar, se ele vier e perguntar-te se tens vagina, dizes que sim e eu estarei atrás da porta para o que der e vier.
No dia seguinte, o desconhecido voltou a aparecer e, quando ela abriu a porta, voltou a perguntar-lhe se ela tinha vagina.
Como combinara com o marido, respondeu que sim.
Ao que o desconhecido retorquiu:
- Diga, então, ao seu marido para deixar de usar a da minha mulher.

20 de fevereiro de 2008

A loira e o banco de trás....

Uma loira está no carro com o namorado num namoro desenfreado.

Beijo puxa beijo e ás tantas...

- Não queres ir para o banco de trás? (diz ele em visível sofreguidão)

- Para o banco de trás? Não.

Bom, o namoro lá continua, mais beijo, mais festa, mais aperto, mais amasso e...

- Não queres mesmo ir para o banco de trás? (diz ele ainda com mais vontade)

- Não, não quero.

O pobre rapaz já meio desnorteado, lá continua no beija-beija, esfrega-esfrega até que...

- Vá lá! Tens a certeza de que não queres ir para o banco de trás? (já desesperado).

- Mas que coisa! Já te disse que não! Claro que não!

- (desesperadíssimo) Então, mas porquê?

- Porque prefiro ficar aqui ao pé de ti!


17 de fevereiro de 2008

Agora já percebo...!

Lei do Tabaco

Que maldade...

No Metro, um anão escorregou pelo banco e um outro passageiro, solidário, recolocou-o em posição.
Pouco depois, o anão voltou a escorregar e o mesmo passageiro voltou a colocá-lo no assento.
Como a situação repetiu-se sequencialmente, o referido passageiro irritou-se e protestou:
"Bolas ! Não me importo de ajudar, mas será que você não consegue sentar-se em condições?"
O anão respondeu:

"Meu amigo, há mais de cinco estações que estou a tentar sair ... mas o senhor não deixa !"

Nova Matriz para Juntas Médicas

Nos EUA fabricaram uma máquina que apanha gatunos


Nos EUA fabricaram uma máquina que apanha gatunos. Testaram-na em New York e em 5 minutos apanhou 1500 gatunos. Levaram-na para a China e em 3 minutos apanhou 3500. Na África do Sul em 2 minutos apanhou 6000 gatunos.

Trouxeram-na para Portugal e num minuto, roubaram a "PUTA" DA MÁQUINA!

Enigmas do nosso cérebro

O nosso cérebro é doido !!!
De aorcdo com uma peqsiusa

de uma uinrvesriddae ignlsea,


não ipomtra em qaul odrem as

Lteras de uma plravaa etãso,

a úncia csioa iprotmatne é que

a piremria e útmlia Lteras etejasm

no lgaur crteo. O rseto pdoe ser

uma bçguana ttaol, que vcoê


anida pdoe ler sem pobrlmea.

Itso é poqrue nós não lmeos

cdaa Ltera isladoa, mas a plravaa


cmoo um tdoo.

Sohw de bloa.


Fixe seus olhos no texto abaixo e deixe que a sua mente leia corretamente o que está escrito.

35T3 P3QU3N0 T3XTO 53RV3 4P3N45 P4R4 M05TR4R COMO NO554 C4B3Ç4 CONS3GU3 F4Z3R CO1545 1MPR3551ON4ANT35! R3P4R3 N155O! NO COM3ÇO 35T4V4 M310 COMPL1C4DO, M45 N3ST4 L1NH4 SU4 M3NT3 V41 D3C1FR4NDO O CÓD1GO QU453 4UTOM4T1C4M3NT3, S3M PR3C1S4R P3N54R MU1TO, C3RTO? POD3 F1C4R B3M ORGULHO5O D155O! SU4 C4P4C1D4D3 M3R3C3! P4R4BÉN5.

VC É DEMAIS!!!!!!!!!!!!





A cabexa é msm marada!!!

16 de fevereiro de 2008

O Orgasmo Feminino



"O orgasmo feminino é uma coisa da qual as mulheres percebem muito pouco, e os homens ainda menos. Pelo facto de ser uma reacção endócrina, que se dá sem expelir nada, não se apresenta nenhuma prova evidente de que aconteceu, ou de que foi simulado. Diante deste mistério, investigações continuam, pesquisas são feitas, centenas de livros são escritos, tudo para tentar esclarecer este assunto.

A acompanhar este tema, deu no outro dia uma entrevista na TV com uma conhecida sexóloga, que apresentou uma pesquisa feita nos Estados Unidos na qual se mediu a descarga eléctrica emitida pela periquita no instante do orgasmo. Os resultados mostram que, na hora H, a pardaleca dispara uma carga de 250.000 micro volts. Ou seja, 5 passarinhas juntas, ligadas em série na hora do 'ai meu Deus', são suficientes para acender uma lâmpada. E uma dúzia é capaz de provocar a ignição no motor de um Carocha com a bateria em baixo. Já há até mulheres a treinar para carregar a bateria do telemóvel: dizem que é só ter o orgasmo e, tchan... carregar.

Portanto, é preciso ter muito cuidado porque aquilo, afinal, não é uma rata: é uma torradeira eléctrica!!! E se der curto-circuito na hora de 'virar os olhos'? Além de vesgo, fica-se com a doença de Parkinson e com a salsicha assada. Preservativo agora é pouco: tem de se mandar encamisar na Michelin. E, no momento da descarga, é recomendado usar sapatos de borracha, não os descalçar e não pisar o chão molhado. É também aconselhável que, antes de se começar a olhar o biscoito, se pergunte à parceira se ela é de 110 ou de 220 volts, não se vá esturricar a alheira. "

13 de fevereiro de 2008

Subtilezas do Divórcio

Uma mulher é transferida para trabalhar em outra cidade. Depois de poucos dias, manda um telegrama ao marido que dizia:

- POR FAVOR, ENVIE URGENTE DOCUMENTO PARA O DIVORCIO, ENCONTREI UM COMPANHEIRO IDEAL. POSSUI AS MESMAS CARACTERÍSTICAS DO NOVO VECTRA!!!!

O marido desesperado corre a uma concessionária e pergunta ao vendedor, qual as características do carro. O vendedor responde:

- É MAIS POTENTE, MAIS COMPRIDO, MAIS LARGO, MAIS RÁPIDO NA SUBIDA, MAIS BONITO E NÃO BEBE MUITO."

O marido compreende imediatamente o que sua esposa quis dizer.

Duas semanas depois, é ela que recebe um telegrama dizendo:

- "MANDEI OS PAPÉIS DO DIVÓRCIO ASSINE RÁPIDO! " ENCONTREI UMA COMPANHEIRA IDEAL, REÚNE TODAS AS QUALIDADES DA NOVA CHEROKEE"

Curiosa, a mulher vai a uma concessionária, e pergunta sobre o tal carro.

O vendedor responde:

- "É MAIS RESISTENTE, SUPORTA MAIS PESO, TEM LUBRIFICAÇÃO AUTOMÁTICA, A CARROCERIA É NOVA E MAIS ARREDONDADA, É MAIS BONITA E CONFORTÁVEL", POSSUI AIR-BAG, É MAIS SILENCIOSA, NÃO VAZA ÓLEO E ACEITA ENGATE NA TRASEIRA".

10 de fevereiro de 2008

A Avaliação dos Alunos

Avaliação dos alunos - novas tendências pedagógicas


QUESTÃO PROPOSTA:
6 + 7 =


RESULTADO APRESENTADO PELO ALUNO:
6 + 7 = 18


ANÁLISE E AVALIAÇÃO DO PROFESSOR

ANÁLISE:

  • A grafia do número 6 está absolutamente correcta; O mesmo se pode concluir quanto ao número 7;
  • O sinal operacional + indica-nos, correctamente, que se trata de uma adição;
  • Quanto ao resultado, verifica-se que o primeiro algarismo (1) está correctamente escrito e corresponde de facto ao primeiro algarismo da soma pedida.
  • O segundo algarismo pode muito bem ser entendido como um três escrito simetricamente - repare-se na simetria, considerando-se um eixo vertical!
  • Assim, o aluno enriqueceu o exercício recorrendo a outros conhecimentos. A sua intenção era, portanto, boa.

AVALIAÇÃO:

Do conjunto de considerações tecidas nesta análise, podemos concluir que:

  • A atitude do aluno foi positiva: ele tentou!
  • Os procedimentos estão correctamente encadeados: os elementos estão dispostos pela ordem precisa.
  • Nos conceitos, só se enganou (?) num dos seis elementos que formam o exercício, o que é perfeitamente negligenciável.
  • Na verdade, o aluno acrescentou uma mais-valia ao exercício ao trazer para a proposta de resolução outros conceitos estudados - as simetrias - realçando as conexões matemáticas que sempre coexistem em qualquer exercício...
  • Em consequência, podemos atribuir-lhe um "EXCELENTE" e afirmar que o aluno "PROGRIDE ADEQUADAMENTE".

O Cachorro Velho




Uma velha senhora foi para um safari na África e levou seu velho vira-lata com ela.
Um dia, caçando borboletas, o velho cão, de repente, deu-se conta de que
estava perdido.
Vagando a esmo, procurando o caminho de volta, o velho cão percebe que um jovem leopardo o viu e caminha em sua direção, com intenção de conseguir um bom almoço.
O cachorro velho pensa:
-"Oh! Estou mesmo enrascado ! Olhou à volta e viu ossos espalhados no
chão por perto. Em vez de apavorar-se mais ainda, o velho cão ajeita-se junto ao osso mais próximo, e começa a roê-lo, dando as costas ao predador.
Quando o leopardo estava a ponto de dar o bote, o velho cachorro exclama bem alto :
-Cara, este leopardo estava delicioso ! Será que há outros por aí ?
Ouvindo isso, o jovem leopardo, com um arrepio de terror, suspende seu
ataque, já quase começado, e se esgueira na direção das árvores.
-Caramba! pensa o leopardo, essa foi por pouco ! O velho vira-lata quase me
pega!
Um macaco, numa árvore ali perto, viu toda a cena e logo imaginou como fazer
bom uso do que vira: em troca de proteção para si, informaria ao predador
que o vira-lata não havia comido leopardo algum...
E assim foi, rápido, em direção ao leopardo. Mas o velho cachorro o vê
correndo na direção ao predador, em grande velocidade, e pensa:
-Aí tem coisa!
O macaco logo alcança o felino, cochicha-lhe o que interessa e faz um acordo com o leopardo.
O jovem leopardo fica furioso por ter sido feito de bobo, e diz:
-"Aí, macaco! Suba nas minhas costas para você ver o que acontece com aquele cachorro abusado!"
Agora, o velho cachorro vê um leopardo furioso, vindo em sua direção, com um macaco nas costas, e pensa:
-E agora, o que é que eu posso fazer ?
Mas, em vez de correr ( sabe que suas pernas doídas não o levariam
longe), o cachorro senta, mais uma vez dando costas aos agressores, e fazendo de conta que ainda não os viu, e quando estavam perto o bastante para ouvi-lo, o velho cão diz:

-"Cadê o safado daquele macaco? Estou com fome! Eu o mandei buscar outro
leopardo para mim! "


Moral da história:


Não mexa com cachorro velho... idade e habilidade se sobrepõem à juventude e intriga. Sabedoria só vem com idade e experiência.

Se você não mandar essa fábula a 5 "velhos" amigos já, já, haverá menos 5 pessoas rindo no mundo. É claro, que eu não estou, de modo algum, insinuando que você esteja velho(a). Apenas um tantinho assim mais experiente.

Isto é Portugal!!!

Certa vez, quatro meninos foram ao campo e, por 100 €, compraram o burro a um velho camponês.

O homem combinou entregar-lhes o animal no dia seguinte.

Mas, quando eles voltaram para levar o burro, o camponês disse-lhes:

- Sinto muito, amigos, mas tenho uma má notícia. O burro morreu.

- Então devolva-nos o dinheiro! *

- Não posso, já o gastei todo.

- Então, de qualquer forma, queremos o burro.

- E para que o querem? O que vão fazer com ele?

- Nós vamos rifá-lo.

- Estão loucos? Como vão rifar um burro morto?

- Obviamente, não vamos dizer a ninguém que ele está morto.

Um mês depois, o camponês encontrou-se novamente com os quatro garotos e perguntou-lhes:

- E então, o que aconteceu com o burro?

- Como lhe dissemos, nós rifamo-lo. Vendemos 500 rifas a 2 € cada uma e arrecadamos 1.000 €.

- E ninguém se queixou?

- Só o ganhador, porém devolvemos-lhe os 2 €, e pronto!


O IMORAL DA HISTÓRIA


Os quatro meninos cresceram.

Um fundou um banco chamado "BCP";

Outro uma empresa chamada "SONAE";

Outro uma igreja chamada "Universal"

E o último um partido político chamado "PS"...

E estão agora a governar Portugal!!!!

Rifar um Burro

Certa vez, quatro meninos foram ao campo e, por 100 €, compraram o burro a um velho camponês.

O homem combinou entregar-lhes o animal no dia seguinte.

Mas, quando eles voltaram para levar o burro, o camponês disse-lhes:

- Sinto muito, amigos, mas tenho uma má notícia. O burro morreu.

- Então devolva-nos o dinheiro! *

- Não posso, já o gastei todo.

- Então, de qualquer forma, queremos o burro.

- E para que o querem? O que vão fazer com ele?

- Nós vamos rifá-lo.

- Estão loucos? Como vão rifar um burro morto?

- Obviamente, não vamos dizer a ninguém que ele está morto.

Um mês depois, o camponês encontrou-se novamente com os quatro garotos e perguntou-lhes:

- E então, o que aconteceu com o burro?

- Como lhe dissemos, nós rifamo-lo. Vendemos 500 rifas a 2 € cada uma e arrecadamos 1.000 €.

- E ninguém se queixou?

- Só o ganhador, porém devolvemos-lhe os 2 €, e pronto!


O IMORAL DA HISTÓRIA


Os quatro meninos cresceram.

Um fundou um banco chamado "BCP";

Outro uma empresa chamada "SONAE";

Outro uma igreja chamada "Universal"

E o último um partido político chamado "PS"...

E estão agora a governar Portugal!!!!

Cunhas


Empresário
: Bom dia Sr. Eng., há quanto tempo??!!!

Ministro: Olha, olha, está tudo bem?!

Empresário: Eh pá, mais ou menos, tenho o meu filho desempregado tu é que eras homem para me desenrascar o miúdo.

Ministro: E que habilitações ele tem?!

Empresário: Tem o 12º completo.

Ministro: O que ele sabe fazer?!

Empresário: Nada, sabe ir para a discoteca e deitar-se às tantas da manhã.

Ministro: Posso arranjar-lhe um lugar como Assessor, fica a ganhar cerca de 4000, agrada-te?!

Empresário: Isso é muito dinheiro, com a cabeça que ele tem era uma desgraça não arranjas algo com um ordenado mais baixo?!

Ministro: Sim, um lugar de Secretario já se ganha 3000.

Empresário: Ainda é muito dinheiro, não tens nada volta dos 600/700?

Ministro: Eh pá, isso não, para esse ordenado tem de ser Licenciado, falar Inglês e dominar Informática...

5 de fevereiro de 2008

Gestão por Objectivos

Era uma vez uma aldeia onde viviam dois homens que tinham o mesmo nome: Joaquim Gonçalves. Um era sacerdote e o outro, taxista.

Quis o destino que morressem no mesmo dia.

Quando chegaram ao céu, São Pedro esperava-os.

- O teu nome?

- Joaquim Gonçalves.

- És o sacerdote?

- Não, sou o taxista.

São Pedro consulta as suas notas e diz:

- Bom, ganhaste o paraíso. Levas esta túnica com fios de ouro e este ceptro de platina com incrustações de rubis. Podes entrar.

- O teu nome?

- Joaquim Gonçalves.

- És o sacerdote?

- Sim, sou eu mesmo.

- Muito bem, meu filho, ganhaste o paraíso. Levas esta bata de linho e este ceptro de ferro.

O sacerdote diz:

- Desculpe, mas deve haver engano. Eu sou o Joaquim Gonçalves, o sacerdote!

- Sim, meu filho, ganhaste o paraíso. Levas esta bata de linho e...

- Não pode ser! Eu conheço o outro senhor. Era taxista, vivia na minha aldeia e era um desastre! Subia os passeios, batia com o carro todos os dias, conduz ia pessimamente e assustava as pessoas. Nunca mudou, apesar das multas e repreensões policiais. E quanto a mim, passei 75 anos pregando todos os domingos na paróquia. Como é que ele recebe a túnica com fios de ouro e eu..... isto?

- Não é nenhum engano - diz São Pedro. Aqui no céu, estamos a fazer uma gestão mais profissional, como a que vocês fazem lá na Terra.

- Não entendo!

- Eu explico. Agora orientamo-nos por objectivos. É assim: durante os últimos anos, cada vez que tu pregavas, as pessoas dormiam. E cada vez que ele conduzia o táxi, as pessoas começavam a rezar. Resultados! Percebeste? Gestão por Objectivos!