Páginas

31 de agosto de 2014

Assim começou Portugal...

Uma história da "História" que,

embora pretendendo apenas ser uma peça de "humor",

é capaz de não estar tão longe da "verdade" como isso ...

 

Nos tempos em que os reis mandavam, numa noite escura, à entrada de Dezembro, o Rei de Portugal veio à varanda do seu iluminado palácio e reparou que a cidade estava escura como breu.

Chamou o seu "Primeiro-Ministro" e ordenou-lhe:

- Antes do Natal quero ver a cidade toda iluminada. Toma lá
500 cruzados e trata já de resolver o problema.

O "Primeiro-Ministro" chamou o "Presidente da Câmara" e ordenou-lhe:

- O nosso Rei quer a cidade toda iluminada ainda antes do natal. Toma lá
250 cruzados e trata imediatamente de resolver o problema.

O "Presidente da Câmara" chamou o "Chefe da Polícia" e disse-lhe:

- O nosso Rei ordenou que puséssemos a cidade toda iluminada para o Natal.
Toma lá
 100 cruzados e trata imediatamente de resolver o problema.

O "Chefe da Polícia" emitiu um edital a dizer:

“Por ordem do Rei em todas as ruas e em todas as casas da cidade deve imediatamente ser colocada iluminação de Natal.  Quem não cumprir esta ordem será enforcado”.

Uns dias depois o Rei veio à varanda e, ao ver a cidade profusamente iluminada, exclamou:

- Que lindo! Abençoado dinheiro que gastei. Valeu a pena ! ! !



… E foi assim que Portugal começou a funcionar .

22 de agosto de 2014

Remédio para ressono

Chega a uma cidadezinha do interior já cansado do seu dia de trabalho, um vendedor que precisa repousar e vai para o único hotel da cidade, mas que, infelizmente não tem mais vaga.


O sujeito entra e fala:
- Dê um jeito, por favor, que preciso dormir, nem que seja uma cama apenas.


O rececionista responde:
- Olha, tenho um quarto com duas camas, onde está hospedado um sujeito que me disse que gostaria de rachar as despesas com alguém. Mas tenho que avisá-lo, o sujeito ronca até não mais poder ...

Tanto que os  vizinhos telefonam se queixando de que não conseguem dormir.


- Sem problema, fico com o quarto, preciso dormir!


O rececionista apresenta os hóspedes um ao outro e diz que o jantar  está servido, para quem quiser.


No dia seguinte, o vendedor desce ao restaurante para tomar café e, contrariando as expetativas, estava bem disposto.


O rececionista pergunta:
- O senhor conseguiu dormir?

- Sem problema!


- Mas os roncos não o atrapalharam?


- Nada! Ele não roncou nem por um minuto.


- Como assim?


- Bom, foi simples.

O sujeito já estava dormindo quando entrei no  quarto. Então me aproximei da cama dele e beijei a bunda dele, dizendo:

Boa noite, coisinha linda...


E o sujeito passou a noite toda sentado na cama me olhando assustado, com medo de dormir. 

15 de agosto de 2014

LOIRA FRANCESA, MAS CULTA!!!

 "LOIRA FRANCESA , MAS CULTA!!!"


Em Paris, um menino chegou a casa a chorar, depois de sair da escola.

- A mãe, uma bonita e loira francesa, incomodada, perguntou-lhe:

 

- O que é que você tem, meu filho ?


- Tive zero a geografia, mamã...

- Zero ? Mas zero porquê?

- Não soube dizer onde fica Portugal .

- Portugal? Você não sabe? Que tolo, passe-me aí o mapa da França.

E a mãe, loura, francesa, e bonita, mas fula, procurou, procurou...

- Oh! Meu Deus, este mapa não é suficientemente pormenorizado; passe-me  o mapa da região.

E a mãe, uma loura, francesa, e " muito boa ", procurou, procurou...

- Também nada neste mapa, passe-me o  mapa do departamento.

E a mãe, loura, francesa, e boa até dizer chega, procurou, procurou...

- Merde ... Portugal não pode ficar muito longe. A empregada é portuguesa e vem trabalhar todos os dias de bicicleta ! ! !

 

8 de agosto de 2014

OLHA A CRISE...

 

NO QUE DÁ A CRISE

Os padeiros não têm massa
Os padres já não comem como abades
Os relojoeiros andam com a barriga a dar horas.
Os talhantes estão feitos ao bife
Os criadores de galinhas estão depenados
Os pescadores andam a ver navios
Os vendedores de carapau estão tesos
Os vendedores de caranguejo vêem a vida a andar para trás.
Os desinfestadores estão piores que uma barata
Os fabricantes de cerveja perderam o seu ar imperial
Os cabeleireiros arrancam os cabelos
Os futebolistas baixam a bolinha
Os jardineiros engolem sapos
Os cardiologistas estão num aperto
Os coveiros vivem pela hora da morte
Os sapateiros estão com a pedra no sapato
As sapatarias não conseguem descalçar a bota
Os sinaleiros estão de mãos a abanar
Os golfistas não batem bem da bola
Os fabricantes de fios estão de mãos atadas
Os coxos já não vivem com uma perna às costas
Os cavaleiros perdem as estribeiras
Os pedreiros trepam pelas paredes
Os alfaiates viram as casacas
Os almocreves prendem o
burro
Os pianistas batem na mesma tecla
Os pastores procuram o bode expiatório
Os pintores carregam nas tintas
Os agricultores confundem alhos com bugalhos
Os lenhadores não dão galho
Os domadores andam maus como as cobras
As costureiras não acertam as agulhas
Os barbeiros têm as barbas de molho.
Os aviadores caem das nuvens
Os bebés choram sobre o leite derramado
Os olivicultores andam com os azeites
Os oftalmologistas fazem vista grossa
Os veterinários protestam até que a vaca tussa
Os alveitares pensam na morte da bezerra
As cozinheiras não têm papas na língua
Os trefiladores vão aos arames
Os sobrinhos andam "Ó tio, ó tio"
Os elefantes andam de trombas
Os Santos andam surdos...
... e que outra coisa seria de esperar de um país onde a crise é cada dia maior?

Assim se vive em Portugal!


 

 

 

 

O JOÃOZINHO CONTINUA INFERNAL !!!]

A escola vai receber a visita do ministro da educação e a professora está preocupadíssima com o Joãozinho, que é sempre o desbocado.

- Joãozinho, atenção. Não me vais envergonhar na presença do senhor ministro, está bem? É melhor ficares de boca fechada.

- Tá bem, professora! - diz ele.

O ministro chega à sala e conversa com os alunos.

Pergunta se já sabem ler, se gostam da professora, etc e tal.

Dirigindo-se ao Joãozinho, diz:

- E tu, já lês bem?

- Leio sim, senhor.

- E qual é a palavra mais bonita que aprendeste até hoje?

A professora gela, mas o Joãozinho responde:

- Cubanos.

Ela respira, aliviada.

O ministro insiste então:

- E por quê?

- Porque começa em CÚ e acaba em ÂNUS. E ninguém me tira da cabeça que esse B do meio é de BROCHE.

 

2 de agosto de 2014